Dimus

2014

A experiência de ouvir música pode ser tanto individual quanto coletiva, e é afetada por diversos fatores, como ambiente, altura, equipamento e estado emocional.

Portanto, esta experiência ocorre subjetivamente, gerando diferentes respostas em cada um de nós. Essa instalação é o resultado de uma série de experimentos baseados na subjetividade de seu autor, e em formas de representação física da música.

Utilizando de conceitos tais como sinestesia, teoria da cor, teoria musical, e estudos de formas tridimensionais, usamos algoritmos de visualização de dados para converter sons em formas que os representam. As cores que tingem as formas são baseadas nas teorias de Kandinsky.

DiMus é uma instalação interativa que proporciona experiências sensoriais multidimensionais, *e as adiciona à forma tradicional de ouvir música, agregando diferentes dimensões no ato.

Designers

Gerson Ribeiro

Orientadores

Jorge Lopes
João Bonelli